Licores com História!

"Desde 1910 a fabricar licores com Paixão "

A José Lopes Rosa & Filhos

Em Salvaterra de Magos, ainda se choravam lágrimas por aquilo que o terramoto de 1909, tinha causado na vila, quando Álvaro Lopes Rosa, nascido em 16 de Março de 1889, grande estudioso das fórmulas de bebidas espirituais, muitas delas usadas pelo povo da terra, depressa encontrou com sua esposa, Marta da Conceição Serra (Lopes Rosa), um modo de vida. Em 28 de Janeiro de 1910, iniciou a sua actividade, usando um pequeno forno em tijoleira, que consumia lenha noite e dia, no quintal da sua habitação, ali mesmo ao lado do que fora o largo de S. Sebastião. consumindo lenha dia e noite para que a temperatura, do Alambique se mantivesse ideal, especialmente para a queima das aguardentes.

Nas tabernas locais, encontrou venda das suas Aguardentes e Licores. O horário da abertura daqueles estabelecimentos, às 5 e 6 horas da manhã, era propicio para o “mata-bicho”, pois os trabalhadores ali iam beber um cálice daquelas bebidas.
Os licores, da firma A. Lopes Rosa, depressa passaram a ter grande procura nos estabelecimentos comerciais das terras da redondeza.
Álvaro Lopes Rosa, não se ficava por aqui, na fabricação das suas bebidas, logo nos primeiros anos do regime republicano de que era fervoroso apoiante, deu o seu contributo ao município local, foi vereador num mandato e, esteve em várias assembleias.